indo um pouco mais a fundo na análise fundamentalista

Olá leitores e leitoras do disease! como vão? No último post eu falei um pouco sobre análise técnica e cheguei até a citar sites onde você poderia aprender mais sobre o assunto, como o mago do mercado. Nesse artigo eu pretendo te apresentar a análise fundamental e te ajudar a decidir se esse método é adequado à sua personalidade. A primeira grande diferença da análise fundamentalista em relação a análise técnica é que, enquanto esta última se baseia em probabilidades calculadas através da observância de padrões na movimentação do preço ao longo do tempo, a análise fundamentalista se baseia na análise dos fundamentos econômicos da empresa para decidir se vale a pena ou não investir nela.

Um investidor fundamentalista irá utilizar uma série de indicadores para decidir se uma empresa possui valor suficiente para que se invista nela naquele momento, tais como a relação entre preço da ação no mercado e os dividendos que são distribuídos, o crescimento dos lucros nos últimos anos, a propriedade de algum ativo que garanta um lucratividade alta, como uma patente, por exemplo.

Análise fundamentalista

 

Após analisar cuidadosamente os números da empresa e se debruçar sobre todos os documentos relevantes, o investidor fundamentalista tem um último crivo a aplicar para decidir finalmente se irá comprar ações daquela empresa ou não: ele irá verificar se o preço dessas ações encontra-se menor do que o valor intrínseco das mesmas. Para fazer isso, ele primeiro irá calcular, com base nos fundamentos que analisou, qual é o valor intrínseco das ações, que nada mais é do que aquele valor que efetivamente representa o potencial de lucratividade da empresa. Caso o valor intrínseco estea maior do que o preço da ação no mercado, então irá valer a pena compra-lá, pois certamente o valor daquelas ações, cedo ou tarde, irá se igualar ao seu valor intrínseco. Caso a ação este a mais caro do que seu valor intrínseco então não irá valer a pena comprá-la.

 

Posted under Investimentos

Análise fundamentalista ou análise técnica?

Uma dúvida muito comum de quem esta começando a investir é decidir qual tipo de método de investimento irá utilizar: a análise técnica ou análise fundamentalista. Nesse artigo, eu pretendo falar um pouco das duas e ajudar você a decidir qual delas tem mais a ver com você.

A análise técnica consiste basicamente em identificar padrões de movimentações dos preços ao longo do tempo que possivelmente irão indicar uma queda ou subida nos preços logo em seguida aquele movimento. Existem  já centenas de padrões identificados e muitos bons livros que explicam cada um desses padrões. Para utilizar esse meio de investimento de maneira correta, você precisa em primeiro lugar conhecer esses padrões, e depois você precisa saber identificá-los na prática. Por fim, caso haja um encaixe perfeito entre o padrão previsto e o movimento observado na prática, você precisa então se aproveitar do movimento de preço que possivelmente se seguirá, seja de subida, comprando mais ações para vender mais caro, ou de queda, vendendo ações a descoberto antes que a descida ocorra.

Análise técnica

Como você pode perceber, a análise técnica se baseia mais em probabilidade do que em qualquer outra coisa. É claro que nada garante que só porque centenas de vezes foi observado um movimento de subida ou de queda logo após uma determinada movimentação nos preços esse movimento irá se repetir só porque foi verificado o mesmo padrão no mercado naquele momento, entretanto, é mais provável que assim ocorra, e esse é o motivo pelo qual existem muitos investidores bem sucedidos que conseguem obter ganhos consistentes utilizando apenas análise técnica, sem análise fundamentalista, ou, ao menos, utilizando a análise técnica como parte fundamental (sem trocadilhos!) de sua estratégias de investimentos, como o Pedro Coelho, do Mago do mercado.

Já a análise fundamentalista é um pouco diferente, pois se baseia em um conhecimento real da situação econômica das empresas como base para tomar sua decisão de investimento. Eu pretendo falar um pouco melhor sobre ela em um artigo futuro, onde vou expor também qual tipo de perfil se adequa mais a cada tipo de estratégia.

Posted under Investimentos

Conhecimento é o seu maior ativo

Quando falamos no que é necessário para abrir um negócio, muitas pessoas pensam logo no dinheiro necessário para investir. Apesar de ser verdade que é fundamental possuir dinheiro para investir e, inclusive, muitas vezes mais dinheiro do que se pensa necessário (uma boa regra é estimar o dinheiro que você vai precisar e depois multiplicar por 5!), a verdade é que existem muitos outros fatores que, na minha opinião, tem um peso no mínimo igual ou mesmo até maior do que a quantidade de capital que você tem disponível para investir no seu negócio.

Esses fatores, diferentemente do dinheiro, não são físicos, mas sim mentais ou psicológicos e, na maior parte das vezes, depende apenas de você desenvolvê-los ou continuar no mesmo lugar. O primeiro que vem a mente é a disposição para correr risco, que, sem dúvida alguma, é absolutamente necessária para conseguir atingir seus objetivos. A maioria das pessoas que iniciam um novo negócio costumam pensar que já possui esse requisito, mas a verdade é que muito poucas pessoas estão realmente preparadas para assumir todos os riscos que advém da abertura de um negócio.

importador profissional

Outra questão muito importante é saber qual tipo de negócio é o ideal para você. Eu particularmente acho que o negócio de importação é um dos mais indicados para iniciantes, pois é relativamente simples de se entender, não exige um investimento inicial muito alto e você pode vender os seus produtos online mesmo, sem a necessidade de abertura de uma loja física. Por fim, um outro fator que eu chamaria mental que eu considero de grande importância para quem quer ter um negócio é o conhecimento. Um negócio de importação, como foi dada a dica, é relativamente simples se comparado com outros tipos de negócio, entretanto, ainda assim, se você quiser virar um importador profissional, você precisará de muito conhecimento.

O ideal nesse sentido, é ter alguém com experiência no ramo para lhe ensinar. Caso isso não seja possível, então a segunda melhor alternativa é investir em um bom curso que te ensine passo a passo como iniciar esse tipo de negócio.

 

 

Posted under negócios